Ansiedade e Estresse – por Dra. Isabella L. C. Gouveia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Ansiedade e Estresse –...
    Todos nós apresentamos algum grau de ansiedade em diversos momentos de nossa vida. A ansiedade é uma função mental normal, adaptativa, útil ao ser humano, já que nos prepara para os eventos da vida. Surge geralmente quando estamos diante de algo novo, desconhecido, como quando vamos começar um novo emprego, quando temos uma viagem importante ou se vamos ser avaliados por algum motivo. É um sentimento de preocupação, de apreensão, mas que faz com que nos preparemos melhor para enfrentar essas situações. Se não tivéssemos ansiedade, ficaríamos apáticos diante das mudanças da vida.

    Algumas vezes, porém, essa ansiedade passa a ser exagerada, e as preocupações passam a ser excessivas. Quando a ansiedade se torna crônica, constante, podemos sofrer do que popularmente chamamos de estresse. Ao invés de nos ajudar, essa ansiedade passa a limitar, a trazer prejuízos à saúde física e mental. O estresse altera funções biológicas básicas, como sono, apetite, prejudica a concentração, e diminui a imunidade, deixando o indivíduo mais suscetível a doenças. Faz com que a pessoa sinta-se sempre tensa, tenha dificuldades em relaxar e a se desligar dos problemas. Outros sintomas físicos de ansiedade são a falta de ar, palpitações, dores ou aperto no peito, tremores, sudorese, dores abdominais, diarreia, dores de cabeça. Pessoas com níveis altos de ansiedade podem também desenvolver transtornos de ansiedade, que estão entre os transtornos psiquiátricos mais comuns, bem como quadros depressivos. 

    Vários fatores contribuem para que em uma pessoa a ansiedade deixe de ser normal e torne-se patológica, entre eles fatores genéticos e ambientais. Ter uma má qualidade de sono, má alimentação, sedentarismo, trabalhar fora de hora, não ter rotina ou horários definidos para as atividades do dia-a-dia aumentam o risco de desenvolver estresse e transtornos de ansiedade. 

    Por outro lado, ter uma boa qualidade de vida nos auxilia para que nossos níveis de ansiedade estejam sempre dentro dos limites saudáveis. Dormir e se alimentar bem, ter uma rotina diária, manter atividades físicas e intelectuais regulares, ter um ambiente familiar e social estável e cultivar nossa espiritualidade são fatores que ajudam a manter o estresse longe de nós. 

Dra. Isabella L. C. Gouveia é psiquiatra e atende na Essence Clínica Médica Multriprofissional

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: