Editorial 574: Som alto e fogo para limpar terrenos com mato alto

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Editorial 574: Som...
Amigos e amigas,

Som alto e fogo para limpar terrenos com mato alto. São duas práticas que vêm sendo denunciadas há anos pelo Jornal de Rolândia, mas que continuam sendo visto a torto e a direito em Rolândia.

Alguns, defendendo os delitos, dizem que há coisas mais graves, como se isso permitisse que se faça coisas erradas, mas menores. “Temos que nos preocupar com os roubos e os assassinatos. Crimes mais graves”, dizem muitas pessoas. Dessa maneira, é permitido sair chutando os cachorros, sujando a cidade, xingando as pessoas e outros crimes menores. Uma lógica totalmente falsa.

As cidades de Ubatuba, São Vicente e Ilha Bela, no estado de São Paulo, têm leis próprias para punir quem ouve, e obriga os outros a ouvirem, música alta em seus carros. Lá funciona e a multa é pesada. Aqui, falta vontade política de se fazer uma lei mais severa.

A questão do fogo também poderia ser resolvida ou, pelo menos, amenizada. Crie-se uma lei que puna o proprietário do terreno em que o fogo foi ateado. Simples assim. Uma multa salgada iria impedir que outras limpezas sejam feitas pelo fogo sem que o dono do terreno saiba.

Boa leitura e até a semana que vem.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: