Salário pela metade: fala de Edileine na Tribuna inicia polêmica

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Salário pela metade: fala...

    A vereadora
Edileine Griggio (PSC) iniciou um verdadeiro incêndio nas redes sociais
com a sua fala na Tribuna Livre da Câmara de Rolândia durante a sessão
de segunda-feira (25). A parlamentar, ao comentar o veto do prefeito
interino Roberto Negrão ao aumento do subsídio do procurador do
Legislativo, afirmou que os vereadores deveriam dar exemplo e abaixar
seus salários pela metade. Pronto. Bastou para se iniciarem as
discussões mais acaloradas nas redes sociais sobre o tema.


   
Edileine lembrou que o custo do aumento do subsídio do procurador, se o
veto fosse derrubado, seria de R$ 220 mil nesses um ano e 10 meses que
faltam para terminar o mandato da atual Câmara. “Valor que poderia ser
repassado para as entidades filantrópicas ou para o Hospital São
Rafael”, ressaltou a vereadora. A polêmica fala veio quase no final,
quando Edileine propôs a redução do salários dos vereadores em 50%. “E
gostaria que todos os nobres vereadores me acompanhassem nesta
empreitada e dessem o exemplo que Rolândia tem políticos que pensam em
nossa cidade”, convidou a parlamentar. Edileine falou em uma economia de
R$ 1,1 milhão no restante do mandato se todos concordassem. “Imaginem
quantas coisas positivas poderiam ser feitas com esses valores”,
indagou.

   
A verdade é que a vereadora não pode legislar sobre o tema,
principalmente durante a Legislatura em que atua. Edileine precisaria
convencer a Mesa Diretora da Casa a colocar um projeto de lei para mudar
a remuneração dos vereadores, mas para a próxima Legislatura, ou seja,
para os vereadores e vereadoras que forem eleitos em 2020 com o mandato
de 2021 a 2024. Esse projeto teria que ser aprovado em duas votações,
por maioria simples, e passaria a valer para a legislação seguinte a que
foi aprovado. A reportagem do JR falou com a vereadora que afirmou que
irá propor para a Mesa Diretora a redução do salário para a próxima
Legislatura.

  
Nas redes sociais, discussões de todos os tipos. Temas como vereador em
tempo integral, vereança é emprego e doação do dinheiro foram
discutidos, às vezes até de forma mais violenta, por alguns internautas.
Apenas para constar, o salário líquido de um vereador em Rolândia hoje é
de cerca de R$ 5,1 mil.


Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: