Rolândia tem 1º caso, importado, de Zika

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Rolândia tem 1º caso,...

  Rolândia tem, oficialmente, o seu primeiro caso de Zika vírus – a Secretaria Estadual de Saúde confirmou a doença em uma moradora de Rolândia. A “boa” notícia é que o caso é importado, ou seja, a paciente contraiu a doença em viagem ao Mato Grosso, feita em janeiro, e sentiu os sintomas quando retornou ao município. “Ela nos procurou e notificamos a Secretaria Estadual de Saúde no dia 05 de fevereiro. Foi solicitado um exame, que confirmou a doença”, explicou Marcelo Marques Ferreira, diretor de Vigilância em Saúde.
  O diretor ressalta que a paciente em questão, uma mulher de cerca de 30 anos, foi monitorada e acompanhada pela Saúde, mesmo sem ter o resultado do exame. A secretária municipal de Saúde, Rosana Alves, visitou a moradora da cidade e constatou que ela vem reagindo muito bem ao tratamento. “Quando notificamos o caso, uma equipe de Endemias foi para a região e já fez um bloqueio mecânico e químico para não haver mais casos”, afirmou Marcelo Ferreira.

Sintomas da Zika
  No caso da Zika, o problema maior é se o paciente for mulher e se ficar grávida, pois há uma associação com casos de microcefalia. “Mas há pessoas que apresentam sintomas e pessoas assintomáticas”, explica o diretor. Manchas avermelhas na pele, febre, olhos vermelhos com uma espécie de conjuntivite que não coça e sem secreção, dores de cabeça e garganta, tosse, dores no corpo e dores nas articulações. “Essa dor nas articulações podem durar por um mês, ao contrário dos outros sintomas que duram cerca de uma semana”, reforçou Ferreira.
  O diretor alerta que repouso e hidratação são os melhores remédios para a Zika. “Não se deve tomar nenhum medicamento que tenha substâncias do AS. O paciente deve tomar, com orientação médica, um analgésico e um antitérmico. Anador, por exemplo, tem o componente do AS e não pode ser tomado”, alerta Ferreira. Se a pessoa sentiu esses sintomas e viajou para uma região com casos, deve procurar o posto de Saúde, que tem profissionais aptos para fazer uma orientação correta.

Dengue
  A Secretaria de Saúde vem fazendo um trabalho intensivo na cidade, visando eliminar qualquer eventual foco do mosquito Aedes aegytpi. Com ações de orientação, prevenção e combate, em parcerias com ramos da sociedade, a Secretaria de Saúde não vem medindo esforços para confrontar o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Até a terça-feira (23), Rolândia tinha 206 notificações e 12 casos confirmados de Dengue em 2016.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: