Saúde pode comprar Ritalina com dispensa de licitação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Saúde pode comprar Ritalina...

    Depois de duas tentativas frustradas de se comprar Ritalina através de licitações, a Secretaria de Saúde de Rolândia entrou com um pedido de Dispensa de Licitação por Justificativa para adquirir o medicamento, usado por centenas de pessoas no município. Essa solicitação já passou pelo Jurídico da prefeitura e agora está no Controle Interno – depois, volta para o setor de Licitações. “Se tiver um parecer favorável, o setor dá seguimento e convoca a empresa de um dos orçamentos dados para se fazer o contrato”, explicou o farmacêutico Fábio Lima, responsável pelo setor de farmácia da Saúde

    De acordo com Lima, nessa Dispensa a Saúde comprará 36 mil comprimidos de Ritalina a um valor de R$ 0,8960 o comprimido (algo em torno de R$ 32,2 mil). “Essa quantidade é equivalente a cinco meses de tratamento”, ressaltou o farmacêutico. A Farmácia de Rolândia entrega uma média de 8 a 9 mil comprimidos de Ritalina por mês. Nesse tempo de cinco meses, o Saúde precisará fazer uma licitação para comprar mais desse e de outros medicamentos que não estão na cesta básica de remédios do Ministério da Saúde.

    Licitações desertas

    Fábio Lima explicou que a Saúde fez duas licitações para comprar a Ritalina – uma em dezembro e outra em fevereiro. “As duas deram deserta, ou seja, não havia nenhuma empresa disposta a vencer esse medicamento pelo preço que colocamos na licitação”, afirmou. O preço colocado nas licitações é baseado no Banco Nacional de Preços (BNP). “É uma média de todos os municípios do Brasil. Todas as 5570 cidades cadastram o preço que pagam nesse medicamento. Se houver algum erro de digitação, vai junto na média”, alertou Fábio Lima. Uma coisa é certa, esse preço do BNP não é atrativo. Para não ficar mais tempo sem o remédio, a Dispensa foi o meio encontrado pela Saúde de Rolândia para resolver – por cerca de cinco meses – a situação da Ritalina no município.

    Em falta
    Fábio relembrou que a Ritalina acabou em março e não mais o medicamento na Farmácia da Saúde de Rolândia. “Desde o início de janeiro não tinha mais Ritalina. No mês passado, conseguimos emprestar uma quantidade de Cambé, que durou do final de fevereiro até o início de março. Voltamos a ter, mas acabou na semana passada e não conseguimos mais emprestar. Deu para uns 20 dias”, enfatizou o farmacêutico.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: