Papo Reto: Intolerância por parte de quem? – por Renato Malacrida

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Papo Reto: Intolerância por...
Mesmo com chuva rolou!
São Pedro foi e ficou prestigiando o IV Encontro de Carros Antigos e Derivados. Sabe aquele tempinho de “chove, mas não molha”? Então, podemos resumir desta maneira o domingo que se passou. Mas independentemente do tempo, alguns bravos guerreiros saíram de suas casas e fizeram-se presentes no evento. Certamente, se o sol tivesse dado as caras, teríamos um número maior de pessoas. Mas independente das adversidades, o evento foi lindo: as bandas tocaram, as pessoas se divertiram e não teve nenhum contratempo. Agradecer a organização por terem dado espaço a banda o qual sou baixista ter tocado, que mesmo com os diversos erros nos divertimos bastante. E parabenizar a organização, pois sai que não é fácil promover um evento destes, ainda mais quando não corre como o planejado. Esperamos que nossa cidade possa vir prestigiar mais eventos destes, afinal, nosso povo merece.

Intolerância por parte de quem?
Essa semana, como de praxe, acabei entrando em uma polêmica com uma instituição religiosa. Não vou entrar em mérito da questão, com quem e os porquês. Mas apenas fazer um questionamento quanto a uma situação que me chamou muito a atenção. Após postar algumas palavras em meu perfil no Facebook, alguns fakes (pessoas que usam identidades falsos na internet) acabaram me adicionando. Causou estranheza, mas acabei aceitando. Mas o mais engraçado é que me acusaram de intolerância religiosa. Até ai tudo bem, direito de cada um, mas utilizar-se de perfil falsos para ameaçar a integridade física da pessoa, achei exagerado. 

Diante disto, comecei a pensar se realmente estava sendo intolerante com a religião do próximo, e pra não cair no erro, busquei pesquisar pra ter certeza se estava ou não. Busquei a definição e todas aquelas que li basicamente diziam a mesma coisa: intolerância religiosa caracteriza-se pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças ou crenças religiosas de terceiros. 

Sabendo a existência de milhares de religiões ao redor do globo, porque iria me opor a pessoa crer ou não em algo? Sempre fui fiel defensor das liberdades individuais e continuarei sendo. As vezes exageramos? Sim. Somos donos da verdade? Não. Então, não justifica ameaçar ninguém por não pensar igual a você. Independentemente do que houve, reconheci, em partes, meu erro e busquei corrigir. Tem uma frase que cabe perfeitamente dentro do contexto: “o sábio muda de opinião; um tolo nunca”. Estou bem longe de ser sábio, mas reconhecer erros e saber quando mudar o tom, é sinal de evolução.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: