Encenação da Paixão de Cristo é transferida

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Encenação da Paixão de...

   O padre Renato Bertin, pároco da Igreja Nossa S. Aparecida, da Vila Oliveira, em Rolândia, resolveu transferir a encenação da Paixão de Cristo para o domingo, dia 03 de abril. Inicialmente, o teatro seria realizado na noite desta sexta-feira (25) no campo do Terrão, mas as chuvas que caíram na quinta-feira (24) e a previsão de mais chuva para a sexta motivaram o pároco a tomar tal decisão.

  “Com as chuva, não é possível colocar as carretas e os caminhões no campo, sem falar que os cenários iriam estragar com a chuva”, explicou Fábio Campaner, diretor do teatro e coordenado da Pastoral da Liturgia da paróquia, que é responsável pela encenação. O teatro ficou marcado para o domingo, dia 03 de abril, logo após a missa das 18 horas, que também será celebrada no campo do Terrão.

  Com a mudança da data, o grupo Filhos da Luz não se apresentará, pois os membros participam do grupo de Oração aos domingos. “Teremos também barracas de alimentação no campo”, revelou Campaner. A mudança vai provocar uma nova despesa para a organização, já que terá que pagar novamente uma taxa para a Copel.

Paixão de Cristo
  Cerca de 60 pessoas atuam na aguardada encenação da Paixão de Cristo da Pastoral da Liturgia da Paróquia Nossa Senhora Aparecida. A encenação acontece no campo do Terrão (av. das Palmeiras), em frente do Ginásio de Esportes Tancredo Neves e deve envolver 70 pessoas – entre atores, atrizes e produção.
   
  A peça terá uma hora e meia de duração e é dirigida por Fábio Campaner, Nil Lima e Taline Brólio. “A história começa com a anunciação do anjo Gabriel a Maria e depois vai para a Santa Ceia”, explica Fábio Campaner, que é coordenador da Pastoral da Liturgia. Ainda de acordo com o diretor, um dos pontos altos da encenação é o momento da crucificação. “As pessoas tomam um choque quando veem Jesus e os dois ladrões na cruz”, ressaltou o diretor.
 
  Ainda de acordo com Trevisan, os atores e atrizes estão ensaiando há cerca de três meses para o espetáculo. O figurino, que envolve roupas de soldado romano e de apóstolo, o cenário, a iluminação, o som, enfim, toda a estrutura será paga com promoções da paróquia. “É o maior evento religioso de Rolândia, já que deve envolver perto de 5 mil pessoas”, afirmou Trevisan. Tudo será encenado em cima de 6 caminhões. O ator Fábio Coutinho, 26 anos, viverá o papel de Jesus pela primeira vez na encenação da Paixão de Cristo de Rolândia.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: