Eleições JR: Renato Sartori

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Eleições JR: Renato Sartori

    Na terça (07), o JR Eleições recebeu a Renato Sartori, 46 anos, na série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Rolândia. Sartori nasceu em Rolândia, é formado em Ciências Políticas e empresário. Em 2009 Renato se elegeu como vereador e exerceu o cargo até 2012. Em 2013 foi assessor parlamentar em Brasília, também marcou presença em TV, jornais impressos e revistas da região. Neste meio de comunicação, sempre expôs opiniões e críticas sobre o meio político, pois, segundo ele, é a política que gere de fato uma organização na sociedade.

    Saúde

    Sartori afirmou que a questão do HSR vai mais uma vez fazer parte da sua temática de campanha. “O hospital ainda não caminha com as próprias pernas, mas a população de Rolândia quer saber de fato sobre o atendimento fornecido na entidade. O HSR utiliza financeiramente dos recursos municipais, mas por vezes a população não acaba recebendo o serviço que necessita”, afirmou.

    Neste sentido, o pré-candidato pontuou que a grande necessidade do município é ter um Pronto Socorro 24 horas, para que a população consiga ser melhor assistida e sempre ter atendimento disponível para todos os moradores. “Esta seria a medida para que chegue no hospital aqueles casos que realmente envolvem a questão hospitalar”, explicou.

    Educação
    Para o pré-candidato não só na área da educação, mas em vários outros meios, a responsabilidade do poder público municipal é motivar e preparar estes profissionais para que eles alcancem mais qualidade e efetividade nos atendimentos prestados ao município.

    “O sistema pedagógico de Rolândia possui um patamar bacana. Penso que temos que dar continuidade em algumas coisas, e aprimorar outras como, por exemplo, na parte de tecnologia e no meio digital. É este o avanço que pretender implantar”, revelou.

    Cargos comissionados

    Renato Sartori afirma que quando se fala em cargos de confiança é preciso pensar na eficiência das pessoas que estão nestas posições e analisar o quão positivo isso representa ao município. “Eu sempre tenho muito cuidado ao falar em números e eu preciso ser legítimo aqui. Penso que precisamos trabalhar com o mínimo de cargos comissionados e ainda mais agora que estamos vivendo um período de crise, cenário diferente do que era em 2016”, assegurou.

    O pré-candidato ainda citou que a questão da pandemia precisa ser levada em conta em todos os sentidos, e todos os gestores precisam entender o quão impactante ela é para as receitas dos governos, inclusive, aqui em Rolândia. “Nós temos que reduzir quadro e trazer pessoas efetivamente muito bem preparadas para exercer estes cargos e se tivermos a oportunidade de utilizar servidores para ocupar estes cargos, conseguimos fazer um caixa ainda melhor”, acrescentou.

    Apoio às associações
    O pré-candidato também comentou sobre a questão de apoio às organizações não governamentais e sem fins lucrativos existentes em nosso município. Uma delas é a Associação Mundo Animal de Rolândia (AMAR), que atende casos de animais em situação de risco.

    “É necessário fazer uma campanha de conscientização da importância que é se ter um animal em casa. Eu vejo estes setores sofrerem muito, pois não recebe apoio. Precisamos observar o que vem acontecendo em alguns municípios, por exemplo, aqueles que já têm dentro da própria Secretaria Municipal de Saúde um setor de cuidados aos animais e também serviços como castra-móvel”, contou.

    Renato Sartori afirma que se o município não pode receber serviços públicos neste sentido é de responsabilidade do mesmo ter convênios com clínicas privadas veterinárias, ou até mesmo a UEL, para que estes locais possam atender aos animais. “Mas temos que visualizar isso como um projeto de governo e tratar do bem-estar animal. Rolândia não pode mais virar as costas para isso”, pontuou.

    Sobre o JR Eleições

    O programa sempre será transmitido ao vivo, pelo YouTube e pelo Facebook do JR, nas terças-feiras às 20 horas – e conta com cerca de 1 hora de duração. A entrevista ainda pode ser assistida nas duas plataformas: pelo YouTube no Canal JR Rolândia (entre e se cadastre) e no Facebook.com/JornalDeRolandia.

    Nesta terça-feira (14), o entrevistado é Fernando Faria de Lara, 59 anos, do partido Podemos.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: