Interventor do São Rafael

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Interventor do São Rafael
A Prefeitura Municipal de Rolândia renovou a intervenção municipal no Hospital São Rafael. O prefeito Luiz Francisconi Neto (PSDB) renovou a requisição administrativa por mais seis meses e vai até o dia 15 de setembro. Nilson Giraldi, 52, foi nomeado pelo prefeito como novo interventor da instituição e assumiu a pasta no dia 16.

A requisição administrativa, feita na gestão de José de Paula (PSD), permitiu ao município intervir na entidade por um período de seis meses – a requisição terminou dia 15 de março. Giraldi relata que acompanha a trajetória do hospital desde 1989, como membro da Associação Beneficente São Rafael. Ele é otimista quanto ao futuro. “Estou convencido de que a questão é a gestão. O Hospital tem jeito”, afirma.

Segundo o interventor, mesmo com as propostas de empresas para comprar a instituição, o São Rafael tem de continuar sendo público e atender ao propósito para o qual foi fundado, que é acolher a população que dele necessita. “Temos o dever para com os nossos pioneiros de manter ele. O Hospital é rentável quando a gente consegue atender a população. A gente vai conseguir dar conta, isso é uma dívida que nós temos com a sociedade”, ressalta.

Giraldi explica que a maior dificuldade hoje é não conseguir atender à demanda da população. Ele conta que há um esforço para organizar o hospital e que não há fila para cirurgias gerais. “Acho que no mês de abril já começamos com outras cirurgias, com mais de 200 pessoas esperando. Precisamos de mais camas, mais leitos, já ganhamos os colchões. Precisamos reorganizar a equipe”.

Segundo o interventor, a intenção da nova gestão é deixar a entidade melhor para a próxima administração do hospital. “Colocar em ordem, não vamos colocar nunca, há muitas questões relacionadas à saúde pública. O que posso dizer é que vamos avançar”, garante.

Currículo – Nilson Giraldi é formado em Medicina Veterinária, mestre na área de Oftalmologia, doutor na área de Epidemiologia e tem especializações nas áreas de Gestão de Saúde – em que trabalhou grande parte de sua vida – e Bioética.
Ele foi responsável pela municipalização da vigilância sanitária no município, em 1989, e diretor de vigilância epidemiológica. Foi secretário municipal de saúde de Rolândia, em 1996.
Foi servidor na Universidade Estadual de Londrina (UEL), estruturou a ouvidoria da instituição e presidiu a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UEL (FAUEL). Também deu aulas na UEL, Unioeste e Unopar. 



idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: