Bancários em greve a partir desta terça

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Bancários em greve a...

  Os bancos deve estar fechados nesta terça-feira (06) com o início da paralisação dos bancários em todo o Brasil. No Paraná, os sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (Fetec-CUT-PR) rejeitaram a proposta dos patrões na quinta-feira (1º) e vão seguir a orientação do comando nacional e entrar em greve por tempo indeterminado.

  A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu 5,5% de reajuste. A proposta inclui abono de R$ 2,5 mil, não incorporado ao salário. Os trabalhadores, por sua vez, querem reposição da inflação e 5,7% de aumento real. Em Rolândia, as cooperativas de crédito não estarão fechadas, pois não pertencem a Fetec.

Procon
 Segundo o coordenador executivo do Procon de Londrina, Rodrigo Brum Silva, o direito de greve é constitucional, porém a compensação bancária e o processamento destes dados são considerados serviços essenciais e, portanto, de paralisação ou interrupção proibida. “Além dessas questões, o Procon também vai fiscalizar o funcionamento de caixas eletrônicos e caixas 24 horas nas agências. Vamos checar se oferecem a segurança devida, o abastecimento constante de cédulas e materiais, como envelopes, e também o devido auxílio aos idosos, gestantes, e portadores de necessidades especiais”, afirmou.

  Para evitar prejuízos com débitos vencidos, o Procon sugere aos consumidores que adotem algumas medidas. A primeira delas é verificar se a operação bancária pode ser realizada através do site bancário (bankline), caso o consumidor tenha acesso ao sistema. Não sendo possível pela internet, deve-se verificar se a operação bancária pode ser realizada nos caixas eletrônicos, cujo funcionamento deve continuar normalmente.
 
  O consumidor também pode tentar realizar o pagamento nos serviços conveniados ou correspondentes bancários, como lotéricas, supermercados, farmácias, e agências dos Correios. Caso não seja possível a utilização de nenhuma das hipóteses anteriores, a recomendação do Procon é entrar em contato diretamente com o credor do débito, solicitando uma forma alternativa de pagamento ou a prorrogação do vencimento. “É muito importante que o consumidor guarde registro de todas as tentativas realizadas, seja através de ligação, contato no site, email, chat, ou outras formas, para comprovar que tentou realizar o pagamento ou prorrogar o prazo, e que não lhe foram proporcionados os meios necessários”, informou Silva.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: