+Artes: The Walking Dead – Zumbis atuais – por Samuel Bertoco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. +Artes: The Walking Dead...
Nos últimos anos pipocaram produções com o tema “o mundo acabou”, às vezes em zumbi, às vezes em ETs, às vezes só acabou mesmo. Sem dúvidas, um dos títulos que mais se destacou foi The Walking Dead. Criada como gibi, foi levada a tela pela AMC e virou fenômeno de público. Pra quem já virou zumbi ainda não conhece, TWD segue Rick Grimmes e seu grupo de sobreviventes que precisa lidar com um mundo sem governo e com monstros querendo comer você.

A grande sacada de TWD é que não são os zumbis a maior ameaça, mas as pessoas encontradas no caminho. É muitíssimo interessante ver como um ambiente sem nenhuma lei ou controle aflora geralmente o que há de pior nas pessoas – será que só na TV? – e como os próprios protagonistas que começam carregando conceitos sólidos de bondade e integridade, vão perdendo seus valores, o certo e errado se torna turvo e o que vale é proteger os seus.

O show acaba de finalizar seu sexto ano e teve seus altos e baixos durante esse tempo, começou maravilhosamente bem, caiu de qualidade, se arrastou, alternou episódios incríveis com incrivelmente chatos, melhorou muito– mesmo ainda carregando episódios incrivelmente chatos – e terminou a temporada de forma polêmica. 

Como é baseada em quadrinhos que já foram escritos a gente sempre tem uma ideia do que vai rolar, muitas coisas eles modificam para surpreender, mas o grosso é bem igual. Acontece que já sabíamos que a temporada nos levaria a conhecer um novo vilão, o que nos levaria a um acontecimento incrivelmente chocante, mas – sem dar spoilers – houve uma frustração no caminho, com uma artimanha bem “novelinha” para dar gancho para próxima temporada, “desnecessauro”.

Isso não apaga o que os produtores fizeram com a série, que chegou perto de afundar, mas conseguiu se reerguer e recuperar a qualidade. Eu, que sempre tive uma perna inteira atrás e evitava inclusive indicá-la, agora estou aqui, escrevendo, porque valeu a pena chegar até aqui e ver, impressionado, como as pessoas se tornam unilaterais e irracionais em tempos difíceis. Em uma série de fantasia sobre um possível futuro, nada mais real e atual.
Samuel M. Bertoco é formado em Marketing e Publicidade
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: