Hospital São Rafael tem novo centro obstétrico

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Hospital São Rafael tem...
O Hospital São Rafael, de Rolândia, agora conta com um novo centro obstétrico, com estrutura física ampliada e profissionais capacitados, para atender melhor às gestantes atendidas pela instituição na hora do parto. 

Andreia Marquezini Neves, gerente de enfermagem do Hospital, conta que há uma procura grande de atendimento obstétrico, pois o São Rafael é referência para oito municípios menores da região, além do atendimento às mães rolandenses. “Elas fazem o pré natal nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e vem ganhar o bebê aqui”, relata. 

O Hospital realiza, em média, 80 partos por mês, pelo SUS (Sistema Único de Saúde). “Por ter essa procura de gestantes, montamos um grupo, que se chama Matercare”, explica a gerente. O Matercare é formado por 7 obstetras, 4 enfermeiras e 8 auxiliares e técnicos de enfermagem.

Pré parto
As gestantes atendidas pelo SUS nas UBSs do município visitam o Hospital e se reúnem com a equipe do Matercare, para conhecer a estrutura do centro obstétrico e tirar dúvidas com os profissionais sobre o parto. “Quando elas vêm, andam pelo Hospital, veem onde vão ganhar o bebê. A gente explica a diferença do parto normal e da cesariana”, afirma Andreia. 

As futuras mamães também participam de um café da manhã, onde trocam experiências. “Elas trocam informação, tiram dúvidas. É bem divertido, elas gostam bastante”, conta Andreia. Segundo ela, conhecer a equipe que fará o parto dá mais segurança às mulheres. “Talvez não seja o mesmo médico do dia da reunião, mas as enfermeiras vão ser as mesmas”. As visitas acontecem uma vez por semana, com a participação de 8 a 10 gestantes. 

Andreia explica que a reunião com profissionais de obstetrícia é importante para esclarecer dúvidas quanto ao parto normal, cujo número aumentou depois da criação do Matercare. “A mulher tem melhor condição de recuperação, fica menos tempo no hospital, tem menos chance de contaminação”. Ela relata que a equipe realiza 60% de partos normais e 40% cesariana. 

As pacientes de convênio e particular também podem participar da visita junto ao Matercare, mas elas não são atendidas no centro obstétrico na hora do parto – ficam na ala particular e de convênios do hospital, em quarto individual.

Pós parto
Segundo Andreia, a maternidade, que antes ficava no primeiro andar, junto ao pronto socorro, agora é no segundo andar – o que diminui o risco de contaminações hospitalares. “É um setor fechado”, ressalta. A gerente explica que a maternidade foi transferida para o espaço onde funcionava a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital, desativada há alguns meses.

O centro obstétrico tem sala de parto, sala para atendimento do recém-nascido, espaço com aparelhos para exercícios pré-parto, espaço específico para a realização de exames no bebê, como o teste do olhinho e posto de enfermagem. Podem ser feitos até três partos normais ao mesmo tempo. Andreia conta que a sala de repouso do pediatra e do obstetra também fica dentro do centro, permitindo que os médicos fiquem à disposição das pacientes e crianças 24 horas. 

A maior vantagem da organização do centro obstétrico, de acordo com Andreia, é a ampliação do número de leitos – de 8 pacientes, agora podem ser atendidas 13 novas mamães, com seus bebês. O centro tem aparelhos de ar condicionado.

O posto de enfermagem fica no meio do centro obstétrico – há enfermeiras 24 horas, que conseguem ver todo o setor. As mães têm apoio de um grupo de amamentação e os pais podem ficar o tempo todo com a mulher e o bebê, trazendo mais conforto e tranquilidade à futura família.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: