Covid causa mais óbitos e em mais jovens em 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Covid causa mais óbitos...
    O município de Rolândia registrou 187 óbitos pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, de acordo com o Boletim Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, publicado na quarta (06). Esses números impressionam quando se observa a quantidade de mortes em seis meses de 2021 comparados a todo o ano de 2020. São quase duas vezes mais óbitos na metade do tempo: em 2020 foram 67 mortes e, em pouco mais de seis meses de 2021, 120 óbitos.

    Letalidade
    A letalidade das novas cepas do coronavírus também aumentou, quando se compara o aumento dos óbitos. Em dezembro de 2020, o município de Rolândia chegou a 67 mortes por causa da Covid-19, isso desde março, ou seja, em 9 meses de pandemia. Em 2021, foram necessários apenas três meses para se chegar a esse mesmo número de mortes: em 31 de março, Rolândia tinha o seu 67º óbito em 2021. No dia 05 de abril, o Boletim trazia 138 mortes em decorrência da doença desde março de 2020.

    No final e 2020, havia 21 pessoas em isolamento domiciliar, o que é um muito menor se comparado aos 151 rolandenses que estavam em isolamento no dia 30 de junho. Em todo o ano de 2020, Rolândia registrou 2312 casos de Covid-19. E apenas nesse primeiro semestre de 2021 o município contabilizou 3.417 casos, chegando a marca de 5759 casos confirmados. Dos 2312 casos confirmados no ano passado, 2217 se recuperaram. Neste ano, dos 3.417, um total de 3.199 também conseguiram se recuperar. 

    Mais jovens 
    Outro fator que chama a atenção nos casos de óbitos e contaminações em 2021 é a idade. O perfil das mortes por coronavírus mudou, seja por conta da vacinação dos idosos ou por conta de novas cepas. Cada vez mais, os mais jovens têm se infectado e, muitos, morrido. O Boletim Covid-19 da segunda-feira (05), por exemplo, trouxe o registro de dois óbitos de pessoas com menos de 30 anos. Uma delas foi uma jovem de 24 anos, falecida no dia 1° de julho, e outra, um rapaz de 27, que morreu no dia 02. Anteriormente, a pessoa mais jovem a morrer por causa da doença foi um jovem de 28 anos, falecido no dia 22 de junho, Também em 2021. No dia 15 de junho, houve o falecimento de um homem de 32 anos, sem comorbidades registradas.

    No ano passado, as pessoas que se infectavam e vinham a óbito pela doença eram, na maioria, da faixa etária de 75 a 82 anos de idade, situação que também mudou em 2021. Nesse ano, Rolândia já registou mortes com idades bem menores como de uma mulher de 39 anos que faleceu no dia 11 de junho, e possuía comorbidades. 

    Segundo a Fiocruz há pistas que reforçam essa comparação. Do início do ano até meados de março, houve um aumento de 316% nos casos confirmados de Covid-19 na população em geral no Brasil. Já entre quem tem 30 e 59 anos, o crescimento foi superior a 500%. 

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: