Casa incendiada em Rolândia: família precisa de sofá e outros utensílios

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Casa incendiada em Rolândia:...
    No início da tarde do sábado (17), um incêndio atingiu uma casa de madeira na rua Presidente Kennedy, na região do jardim Guanabara, em Rolândia. De acordo com os bombeiros, a equipe foi acionada por volta das 13h. Ao chegar no local as chamas já haviam consumido a casa.

    A moradora, Neuza Cesar Pereira, contou que estava dentro da casa, quando a filha teria dito que o local estava pegando fogo. “No momento que eu vi o fogo, peguei uma caneca com água para tentar apagar, mas o fogo começou a se alastrar. Minha neta, Dalila, de um ano e meio estava no mesmo cômodo e eu sai desesperada e consegui pegá-la e sai rápido do local”, afirmou Neuza. 

    Na casa moravam sete pessoas, sendo quatro crianças e três adultos. Nenhum dos moradores ficou ferido, mas um cachorrinho da família morreu carbonizado. Os bombeiros levaram quase uma hora e meia para conseguir controlar as chamas e fazer o trabalho de rescaldo. Ainda não se sabe ao certo o que provocou o acidente, mas a moradora acredita que um fio desencapado que estava no cômodo pode ter sido o responsável pelo início do incêndio.

    Essa é a segunda vez que a família passa por uma situação de perder tudo em um incêndio. Em outubro de 2020, a dona de casa vivenciou a mesma situação morando na Rua Alfredo Moreira Filho, próximo ao Museu Municipal. 

    Doações e Vakinha
    Na última semana muitas pessoas fizeram doações. O filho de Neuza, Bruno Pereira, explicou que neste momento a família já está abrigada em uma residência na rua Hans Maximiliano Seckles 302, fundos, no Caviúna, e que eles já receberam muitas doações de alimentos e roupas de adultos e de crianças. “O que mais precisamos agora é de utensílios para a casa e de um sofá”, afirmou Bruno. 

    Uma vakinha foi criada para também ajudar a família. Para doar basta copiar esse link e ir diretamente à Vakinha: https://eb4.co/JRb2

    Quem puder ajudá-los pode entrar em contato pelo telefone (43) 9.8860-0097 e falar com o Bruno. Outro telefone é o 9.8818-6110, que pertence a Beatriz, esposa de Bruno. 


Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: