Startup paranaense cria serviço de produção de cervejas personalizadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Startup paranaense cria serviço...
Uma startup paranaense promete facilitar a vida dos amantes de cervejas artesanais. A londrinense Eidee Design trabalha no desenvolvimento de uma máquina que automatiza e simplifica todo o processo de preparo da bebida, além de abrir espaço para que os clientes criem e personalizem suas próprias receitas.

Idealizada pela dupla Ricardo Dantas e Wilson Harada, a Bravo Machine deve chegar ao mercado somente no segundo semestre deste ano, mas o modelo de negócio já vem sendo testado na cidade. “A recepção do público está sendo bem boa”, conta Dantas.

Por enquanto, o projeto de cervejas personalizadas vem sendo feito em parceria com algumas lojas da região, que recebem os pedidos dos clientes e preparam o mosto (quando a cerveja ainda não está fermentada). E, para Harada, a praticidade é o maior atrativo. “Muitas pessoas não têm tempo ou não querem gastar com equipamentos para produzir sua própria cerveja”, aponta. 

Assim, ao invés de passarem horas trabalhando com grãos e demais ingredientes, a Eidee aposta na automatização do trabalho. “A Bravo Machine cuida de todo o processo, desde a temperatura certa da água à dosagem correta dos insumos”, explica Dantas. “Tudo o que o cliente precisa fazer é levar o mosto para casa e deixá-lo fermentar”.

Cada receita produz, em média, 12 litros de cerveja e o preço varia de acordo com as escolhas do consumidor. Como é possível adicionar ou remover ingredientes com base no gosto de cada um, o valor varia de acordo com essa quantidade. De acordo com Harada, porém, o preço final costuma variar entre R$ 140 e R$ 150. 

Cerveja em casa
Imaginada inicialmente para ser um equipamento doméstico, como uma espécie de “Nespresso da cerveja”, o projeto da Bravo Machine teve de ser adaptado para se adequar ao momento de crise do Brasil, sobretudo com a alta do dólar. “Como muitas das peças são importadas, percebemos que o produto teria um custo muito alto para uso doméstico, o que faria com que a venda fosse muito limitada”, conta Harada. 

Desa forma, solução foi alterar a estratégia e destinar a máquina para cervejarias e lojas que vendem insumos para o preparo. “A ideia é fazer algo como em um sistema de franquias”, sugere Dantas. Além disso, está sendo desenvolvido um sistema para que as pessoas possam fazer a encomenda de suas receitas pela internet, indo ao estabelecimento apenas para retirar o mosto.

Segundo Harada, a Bravo Machine ainda não tem preço definido, mas deve entrar em pré-venda via processo de financiamento coletivo no início do segundo semestre por algo entre R$ 5 mil ou R$ 6 mil. “É uma alternativa mais em conta do que produtos importados. Quem for comprar uma máquina do tipo fora do país, vai pagar entre R$ 18 e R$ 20 mil com o dólar atual”, explica.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: