Para melhorar a logística: farmácia do hospital São Rafael muda de andar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Para melhorar a logística:...
A farmácia e o almoxarifado do Hospital São Rafael mudaram de andar nessa semana. As salas, que ficavam no 4° andar, passaram para o térreo do prédio – onde antes era o setor de faturamento. A diretora Tatiana Muller relata que a mudança contribui para a agilidade na entrega por parte dos fornecedores e facilita a logística dos medicamentos dentro do hospital. “Além da agilidade, tem um controle e um contato mais direto com a direção e a gerência”, explica Tatiana. 

Os administradores explicam que a solicitação de compra é feita por um controle de estoque, que pede reposição. A solicitação passa pela gerência, que verifica a necessidade. “É feito um formulário para a diretoria, que analisa e libera a compra”, afirma Tatiana Muller. 

A compra de medicamentos e de material hospitalar – soro, luvas, seringas – é feita por meio de cotações. É feita uma relação dos medicamentos que estão em baixa no estoque e o Hospital faz cotação em cerca de sete empresas, semanalmente. A empresa que oferta o menor preço fornece os remédios. “Nem sempre é a mesma empresa que fornece determinado medicamento. Compramos de várias empresas e o mais barato em cada uma delas. Isso gera uma economia”, ressalta a diretora. 

Paulo Cesar Giardino, gerente financeiro e administrativo, relata que o Hospital gasta, em média, R$ 80 mil por mês com a compra de medicamentos e materiais. Os itens são conferidos na entrega, estocados e dispensados internamente. Quando o médico solicita, a farmácia recebe uma ficha com o nome do paciente e as especificações quanto à necessidade do uso e o remédio é liberado ao paciente. “Essa é uma das etapas de recuperação do hospital. Estamos fazendo uma estruturação na logística para que haja mais agilidade e qualidade no atendimento”, explica a diretora. 

Segundo a diretoria, o hospital São Rafael realiza mais de 6 mil atendimentos por mês, de rolandenses e cidadãos das cidades próximas, entre consultas e outros procedimentos, além de 360 internações e 100 cirurgias, em média.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: