Papo Reto: Mais um golpe contra o povo paranaense – por Renato Malacrida

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Papo Reto: Mais um...

Depois do golpe contra o funcionalismo público, confiscando oito bilhões de reais da Previdência Social, aumentar o valor do ICMS, IPVA, o governo do estado estuda a instalação de mais praças de pedágios. Em projeto enviado pelo Executivo Estadual, três destas praças serão na região de Londrina, nos trechos: Londrina à Mauá da Serra, Sertanópolis a Bela Vista do Paraíso e Rolândia a Porecatu.

Na concepção do governo, nossos impostos não são suficientes para manter as vias, e devemos ganhar rios de dinheiro. E se você se perguntar o que você tem a ver com isso, digo que basicamente tudo que você consome, vem pelas nossas rodovias.

Infelizmente, a Assembléia apoia tais atitudes do governo, e deixou de ser representação do povo, para ser cachorrinho do Beto Richa. Preste bem atenção nos deputados que são base do governo, eles virão com discursos medíocres e daqui três anos, pedirão o seu voto.

E falando em governo…

Chega a ser vergonhoso ver a falta de viaturas em nossa cidade. Tratando-se de um serviço necessário que é prestado à população, que pagamos impostos, chega a ser o cumulo saber que temos inúmeras viaturas do nosso batalhão paradas nas oficinas.

Quem mora no centro, pôde perceber que a alguns dias, militares vem fazendo ronda a pé. A falta de viatura para o atendimento a população, é o mesmo que eu não ter acesso a itens básicos dentro da escola, por exemplo. Pra piorar, há mais de um ano, a patrulha escolar está sem viatura, obrigando o pessoal a utilizar-se de seus veículos particulares ou dependerem de outras viaturas.

Pagamos tantos impostos, pra que? Para encher o bolso de políticos profissionais e completamente pelegos? Enquanto isso, vemos a falta de itens básicos para as realização de trabalhos. E meu maior medo é eleger alguém da base, e ainda por cima, com voto do funcionalismo público.

Oktoberfest 2015

Nem só de reclamações vive o homem, também devemos festar. Na quinta-feira passada teve início da 27ª Oktoberfest. Este ano será uma festa mais simples, em comparação a outros anos. Realmente, uma festa de tamanha importância para a nossa cidade estava se perdendo, e começar praticamente do zero é a alternativa mais plausível. Único ponto negativo da festa é o valor cobrado no chopp. Comentários que tenho ouvido é que o valor está um pouco alto. Mas sabemos que valores não impedem do brasileiro de festar. Mas que venha a festa e vamos brindar a vida!

Renato Malacrida, professor de História

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: