Biblioteca de São Martinho abre nesta sexta

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Biblioteca de São Martinho...

A Secretaria de Educação e a Coordenadoria das Bibliotecas de Rolândia confirmaram a inauguração da Biblioteca Mundo da Leitura, no distrito de São Martinho, para esta sexta-feira (24), às 15 horas. O evento deve ser concorrido e deve contar com a participação de autoridades municipais e de familiares de Eduardo Kasperski, que dá nome à biblioteca. A coordenadora das bibliotecas, Neide Cavalaro, explicou que Kasperski foi um dos primeiros professores a lecionar no distrito de São Martinho. “Temos um acervo de cerca de 1.000 livros nessa nova biblioteca, por isso pedimos à população para continuar com doações, principalmente de literatura infantil”, ressaltou Neide.

A Biblioteca Municipal Mundo da Leitura funcionará em espaço na subprefeitura de São Martinho. Segundo Neide, o nome fantasia para a instituição foi escolhido por alunos da escola municipal do distrito, assim também como ocorreu na Biblioteca Cantinho do Saber, inaugurada na sexta-feira (17), no distrito Nossa Senhora Aparecida (Bartira). “Vimos os nomes que mais apareceram. A criança que deu a sugestão escolhida vai ganhar um prêmio, no dia da inauguração”, revelou Neide.

Kasperski
O professor Eduardo Kasperski nasceu no dia 03 de abril de 1915, em Curitiba (PR). Casou-se com Beatriz Gau Kasperski, também professora e merendeira, com quem teve dois filhos, Vicente Kasperski e Sandra Lucia Moreira Marcato. Kasperski foi auxiliar de cavalaria militar por muitos anos, em Curitiba. Morou na Água do Barreiro, onde foi professor na Escola Municipal Laelia por muitos anos. Mudou-se para Água do Tucum, onde foi fundada a Escola Integrada do Tucum, que posteriormente tornou-se Escola Municipal Pedro Serpeloni.

O professor dava aulas para o primário, de 1ª a 4ª série e também ministrava aulas de trabalhos manuais e artesanais como oficina, latarias, madeira e horticultura. Kasperski sempre tinha trabalhos expostos em eventos culturais. Seu trabalho foi reconhecido em nível regional e estadual. O professor recebeu várias medalhas de honra ao mérito por seu belo trabalho com seus alunos e alunos de outras escolas e entidades, aonde ia como voluntário. Mesmo aposentado, o educador continuou ensinando trabalhos manuais aos alunos das escolas do município até o fim de sua vida.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: