Abrigo Ceel precisa de ajuda

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Social
  6. /
  7. Abrigo Ceel precisa de...

Abrigo está sem o convênio que auxiliava no pagamento dos salários dos funcionários e agora pede a ajuda de toda a comunidade rolandense

Projeto abriga pessoas em situação de rua

O presidente do projeto Abrigo CEEL (Cultura, Esporte, Educação e Lazer), pastor Satyrio Storbem, esteve no JR para falar sobre o momento delicado pelo qual passa a entidade, que abriga pessoas em situação de rua em Rolândia. Recentemente o projeto perdeu o convênio de uma verba que vinha do Governo Estadual, que auxiliou no pagamento dos salários dos funcionários nos últimos dois anos.

“Foi aberto chamamento no dia 21 de agosto para a renovação desse convênio, mas nós fomos informados somente no dia 13 de setembro que o prazo para o envio da documentação venceria no dia de 30 do mesmo mês. Com isso nós corremos com os documentos, porém, não estava claro nas inscrições que teria que ter uma conta específica para o novo convênio, como nós já tínhamos uma conta bancária que era usada, imaginamos que poderia usar a mesma conta. Por isso, nós perdemos esse prazo e agora precisamos esperar um novo chamamento. Por conta disso nós ficamos sem os salários para nossa equipe porque esse recurso do convênio é prioritariamente para o pagamento do salário”, explicou Satyrio.

Por conta dessa defasagem, o abrigo está necessitando de muita ajuda seja com o envio de mantimentos, ou produtos de higiene, ou até mesmo financeira. Nesse momento, o abrigo conta com oito funcionários, que ficaram sem a renda do abrigo e só receberam recentemente após a ajuda de empresários que destinaram um valor de 4 mil reais ao projeto. “Com essa doação pagamos mil reais para cada um dos funcionários que estão na ativa, e que estão trabalhando direto, porque alguns não estão conseguindo ficar. Isso tudo trouxe um desgaste da nossa qualidade de trabalho, e trouxe ainda um desânimo para o grupo”, confessa.

O projeto precisa de produtos de higiene pessoal, como shampoo, sabonete, sabão para produtos de limpeza, além de toalhas. “Além do dinheiro para conseguirmos pagar os salários dos funcionários, também precisamos desses outros mantimentos. Nós literalmente estamos precisando de socorro”, alerta o pastor.

Onde levar as doações?
Nesse momento o Ceel abriga aproximadamente dez pessoas. O endereço da Casa Feminina fica na Av. Castro Alves, nº 2161. Já o novo endereço da casa masculina é Rua Estilac Leal, nº 801, no centro da cidade. Quem puder, pode encaminhar as doações para alguns destes dois locais.

Também é possível contribuir com o projeto doando à distância por meio da “vakinha online”. Para acessar basta clicar no link: (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/o-projeto-abrigo-ceel-precisa-da-sua-ajuda). E se preferir você pode ajudar o Ceel pelo PIX doando qualquer valor para o código 05937833000105. “Nós queremos ver as coisas acontecerem, estamos bem abertos a parcerias e toda ajuda é bem-vinda. Gostaríamos de fazer esse trabalho com excelência e ajudar as pessoas a sair das ruas, pois esse é o nosso desafio. Quem quiser também pode ter mais informações por meio do nosso número fixo que é o 3015-4160”, finalizou o pastor Satyrio.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: