ONGs de Cambé podem participar do CMPIR

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Social
  6. /
  7. ONGs de Cambé podem...

Assistência Social de Cambé abriu cadastro para entidades participarem do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial

Debate promovido pela Assistência e CMPIR em dezembro de 2021

A Secretaria de Assistência Social de Cambé disponibilizou o cadastro para que as ONGs da cidade ligadas à promoção da defesa dos direitos humanos e igualdade racial possam participar da eleição para o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (CMPIR). As inscrições podem ser feitas a partir desde o dia 25 de fevereiro e vão até o dia 07 de março pelo link: https://forms.gle/juYg46xUzPEkZiFt8. A ideia é que essas ONGs contem com sete cadeiras dentro do Conselho.


Segundo a Assistência, o objetivo é que essas entidades auxiliem o Poder Público no desenvolvimento de políticas e ações em prol da defesa dos direitos e da igualdade entre as pessoas, independentemente de questões étnicas, religiosas e culturais.


Lucilene Diorio, secretária de Assistência Social, explica que a intenção do cadastro é mapear as entidades que desenvolvem ações dentro desse segmento. Com essas informações, o município e os grupos vão conseguir trabalhar em conjunto no desenvolvimento de políticas públicas de inclusão social e da não discriminação. “Para nós, quanto mais entidades se interessarem em colaborar com o município, melhor. Todas vão ser convidadas a participar da eleição para a composição do Conselho e da Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial”, explica.
“A nossa intenção é realmente consultar os grupos que já trabalham com essa área para que o município também possa agir de forma eficiente. De acordo com a maneira com que cada entidade trabalha, nós vamos auxiliar na formalização dessas ações”, pontua Diorio. Segundo a secretária, o objetivo da parceria e do CMPIR é criar meios para combater a discriminação étnico-racial e as desigualdades sociais entre as minorias.
O município já conta com um Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, mas a renovação de seus membros acontece de acordo com Lei Municipal N°3073, promulgada em dezembro de 2021. A lei também possibilitou a criação de um Fundo Municipal de Promoção da Igualdade Racial, que poderá receber recursos federais para financiar ações dentro do segmento.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é