Rolândia: rota de turismo cultural brota naturalmente

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. turismo
  6. /
  7. Rolândia: rota de turismo...

Trajeto está nascendo de modo espontâneo para apreciadores da natureza em busca de conhecimento e cultura, seja na zona rural ou urbana

Confira alguns momentos da rota: no Deizinho do Vermelho e entre uvas – fotos de Cássia Popolin

Uma rota cultural, rural e urbana, está nascendo naturalmente em Rolândia com história e estórias, tradição, beleza e muita cultura. Colaboradores e colaboradoras da empresa JBS, a família Steidle, da Fazenda Bimini, a pesquisadora Cássia Popullin e outros parceiros, estão organizando de modo espontâneo uma rota turística rural e cultural no município.

“Formamos um grupo e estamos ajudando a divulgar o turismo rural e cultural em Rolândia, mas isso não tem vínculo direto com a JBS. Nós só buscamos conhecer e explorar, com sustentabilidade, a cultura local”, explica Jhanislei da Rocha de Souza, supervisora de Recursos Humanos da JBS. O grupo foi formado a partir de uma ‘volta’ cultural para apresentar a cidade a um grupo de adolescentes de São Paulo, do Instituto Germinare. “Visitamos alguns locais e conhecemos um pouco mais da cultura e da história de Rolândia. A ação impactou muitos colaboradores e fizemos esse novo grupo com familiares e fizemos uma rota cultural no domingo passado”, revelou a supervisora.

O ambientalista Daniel Steidle, da Fazenda Bimini, há muito tempo já faz esse trabalho de valorização do turismo rural e cultural na cidade. “A JBS já criou um grupo em Rolândia de turismo rural e cultural e está sendo a nossa grande parceira. Recebemos a visita dos estudantes do Instituto e, neste último domingo, cerca de 30 funcionários e familiares, desde vovôs, vovós, e até os netinhos, participaram de um passeio histórico cultural que começou na Igreja e no cemitério São Rafael”, compartilhou.

O grupo criado conta com aproximadamente 40 pessoas, entre adultos e crianças. “Somos pessoas que apreciam a natureza e o conhecimento, suas curiosidades regionais. Por que irmos tão longe se mal conhecemos a nossa região. Desta forma, estamos buscando explorar e conhecer a cultura local e promover para nossas crianças e adolescentes a curiosidade e o amor por nosso município”, ressaltou Jhanislei.

Até o momento, a rota tem visita à Igreja e ao cemitério São Rafael – locais em que é contado um pouco da história com o Daniel. Há um contato com a Comunidade do Deizinho do Vermelho, com direito à chá de amendoim, e um mergulho na história da região com a fotógrafa e pesquisadora rolandense Cássia Popolin, que também é doutoranda em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e criou o projeto “Fotografia e História”. Há visitas ao sítio das uvas, ao sítio dos morangos e pitaias e giro pelo Distrito de Nossa Senhora Aparecida (Bartira), além de almoço em um restaurante típico rural. Para finalizar, há trilhas e outras atividades na Fazenda Bimini. Daniel Steidle afirma que nessa lista cabem mais locais e pessoas, ou seja, é uma rota turística cultural, rural e urbana.

Daniel também fala da riqueza cultural à disposição dos participantes da rota, especialmente com o compartilhamento de vários conhecimentos por pesquisadores da região, como é o caso da Cássia Popolin. “ A Cássia, professora de Jornalismo e doutoranda em História, conseguiu compartilhar todos os aspectos históricos da região. É algo fundamental ter a presença de alguém de peso, em termos de conhecimento como a Cássia (…) ela apresentou todo o trabalho dela através de banner, fez um grande levantamento e criou uma linha do tempo sensacional”, afirma.

Steidle também explicou que a ideia é fazer essa rota rural e cultural por meio de um mapeamento digital. “Vamos pegar o mapa antigo que já existe de Rolândia, atualizar e digitalizar (…) nós vamos jogar todos os dados nesse mapa digital e, pelo celular, a pessoa vai fazendo o seu pacote de passeios. Estamos visitando os parceiros e fazendo esse mapeamento, esse é um grande sonho”, afirmou. “Também vamos precisar de muita parceria nesse projeto, seja por parte da Câmara de Vereadores, ou da prefeitura”, pontuou.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Colunas

Aluna Kumon passa em vestibular da UEL

Por Kumon Unidade Rolândia O Kumon é uma metodologia que visa incentivar na criança a autonomia nos estudos, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de

vagas de emprego

JORNAL DE ROLÂNDIA – VAGAS SINE

CONFIRA AS VAGAS DISPONÍVEIS PARA ESTA QUARTA-FEIRA, 18/05 Assistente Técnico em segurança do trabalho Auxiliar de mecânico diesel Auxiliar de produção (exclusiva PCD) Auxiliar de produção

Esporte

Rolandenses no Brasileiro de Ciclismo do Rio

Competição reúne os melhores ciclistas do Brasil nas categorias Elite, Sub23 e no Paraciclismo A equipe de Ciclismo de Rolândia participa, a partir desta quinta-feira